• Blog UniCatólica

Staniando: Ser Excelente
Staniando

Staniando: Ser Excelente

Por Prof.ª Dra. Stânia Vasconcelos

Estou aproveitando o tempo que tenho ganhado nesta pandemia, fins de semana e entre uma atividade e outra virtuais, para ler. Estou realizando leituras diversificadas desde O tatuador de Auschwitz, escrito brilhantemente por Heather Morris, passando por Como Fazer amigos e influenciar pessoas, livro com mais de 20 milhões de exemplares vendidos, de Dale Carnegie até A Arte da Sabedoria, de Baltasar Gracián, uma edição completa com os Oráculos inspiradores escritos há mais de 300 anos. Pois é, quando lhes digo que estou lendo de tudo, é porque estou.

Mas, hoje, quero lhes falar deste último livro, dentre as inúmeras reflexões que ele me trouxe e traz, uma me chamou a atenção: “Como alcançar a excelência”. Pensei muito nisso. Quero ser excelente. Você não?

Gracián, através de seus aforismos, instiga nossos pensamentos mais profundos acerca de nós mesmos como “A perfeição suprema é ser uma boa pessoa”. Confesso-lhes que passei uma semana lendo e relendo quatro páginas das nove relacionadas ao assunto porque nunca havia pensado nisso: perfeição como sinônimo de boa pessoa. Lógico que já li alguns textos, assisti aos vídeos e às palestras sobre o tema. E ouvi coisas do tipo: alcançar excelência significa fazer renúncias, escutar e seguir conselhos, estar consciente de que existe algo em você que pode ser melhorado. Mas simples assim “…qualquer um pode chegar à perfeição, mas a suprema, a maior delas, é ser uma boa pessoa”, não me lembro.

E ele prossegue: duas qualidades para fazer-se admirável é ter inteligência e conhecimento. Ter uma sem a outra é ser infeliz, porque sabedoria e valor juntos lhe dão grandeza já que ambos são imortais, dão eternidade a quem os tem, visto que, através delas, serão sempre lembrados.

Podemos nos esforçar para alcançarmos a excelência, já que ninguém nasce feito, ao contrário, vai se aperfeiçoando, diariamente, em sua vida pessoal, em seu trabalho. E, cá entre nós, “Não existe beleza que não tenha sido refinada, nem virtude esplendorosa sem o brilho da elaboração. O polimento e o aperfeiçoamento melhoram o mal ou tornam o bom perfeito”. Como estou pleiteando a excelência, gosto de saber que a natureza sempre nos dá uma qualidade, assim cabe a mim melhorá-la, se apenas me resigno com aquilo que ela me deu, serei apenas mais uma

Assim, persistirei na deliciosa arte de superar-me diariamente: Valorizarei mais a qualidade que a quantidade, pois a perfeição está na qualidade e não posso me esquecer de que tudo que é bom é pouco ou raro; Serei observadora e prudente para descobrir as sutilezas escondidas e saber esperar, caminhar devagar, visto que toda jornada começa com um simples passo; procurarei ser a melhor em tudo que fizer, porque “o mediano nunca provocará aplausos”; Serei o mais sincera possível, pois com sinceridade e prontidão poderei sair de cabeça erguida das situações mais difíceis; Tentarei ser uma pessoa respeitável no agir e no falar, assim cultivarei mais a arte da conversação, medirei mais minhas palavras, porque quero ganhar o afeto das pessoas, e perceberei que não basta que eu tenha razão naquilo que digo, mas é necessário dizê-lo com amor; Vou colocar alma em minhas ações e “realçar até mesmo o realçado”; Todos os dias, encontrarei a parte boa que existe em qualquer coisa que me aconteça e o mais importante irei duplicar tudo aquilo que me sirva para ser feliz, porque viverei o dobro. E ainda serei Sábia e Excelente!

Por: Eduardo Sousa

Deixe seu comentário