• Graduação em Engenharia de Produção

    • Duração
      5 anos (10 semestres)
    • Turno
       
    • Grau
      Bacharelado
  •  MATRIZ CURRICULAR

Sobre o Curso

Num contexto histórico, verifica-se que a Engenharia de Produção nasceu da necessidade advinda do processo de industrialização americana, surgindo em meados do século XIX e XX. Essa industrialização, além de impulsionar a modernização das empresas, trouxe também a melhoria das práticas de gerenciamento. Como principais incentivadores, pode-se citar Taylor e Ford.
 
Com isso, a Engenharia de Produção tem como objetivo disponibilizar ferramentas que proporcionem a condução de forma eficaz dos diferentes tipos de processos produtivos. Adicionalmente, ressalta-se que além de conduzir e aumentar a produtividade, o referido curso trouxe os conceitos relacionados à gestão da qualidade, por exemplo, que se tornaram imprescindíveis para as empresas. Então, para que os processos produtivos fossem otimizados de fato e para que as melhorias no ambiente empresarial pudessem acontecer, a Engenharia de Produção ficou responsável por formar profissionais capacitados a resolver problemas e gerenciar tais sistemas.

Por ser bastante diversificada, a Engenharia de Produção trata do projeto, melhoria, instalação e gerenciamento integrado de pessoas, materiais, equipamentos e máquinas para todos os tipos de operações de serviços e fabricação.
 
VESTIBULAR 2020 - INSCRIÇÕES ABERTAS - CLIQUE AQUI

 


Perfil do Egresso

O Engenheiro de Produção é o profissional responsável por conferir eficiência e aumentar a qualidade dos processos produtivos, mantendo os custos de produção baixos, independentemente do tipo de empresa na qual estará inserido. Com base nisso, pode-se afirmar que o referido profissional é capaz de dimensionar e gerenciar diferentes tipos de processos produtivos, pois alia os conhecimentos técnicos provenientes das Engenharias com os conhecimentos sobre gestão. Por ser uma formação multidisciplinar, o profissional supracitado pode atuar desde o desenvolvimento organizacional da empresa até o planejamento e controle da produção. E a grande diferença entre o Engenheiro de Produção e o profissional formado nas demais engenharias, é que ele trabalha com um sistema integrado de homens, máquinas, equipamentos e materiais, e não de forma isolada.


Mercado de Trabalho

No que diz respeito ao mercado de trabalho para os profissionais com formação em Engenharia de Produção, verifica-se que estes atuam na otimização do desempenho organizacional (planejamento estratégico, etc.), no gerenciamento das informações da empresa (para otimizar os processos produtivos, bem como o resultado econômico), na pesquisa e desenvolvimento, na otimização da gestão da qualidade, etc.

Nesse contexto, tal profissional pode atuar, por exemplo, no gerenciamento e na implantação de sistemas informatizados para o gerenciamento de empresas, fazendo uso de métodos que proporcionem melhoria destas com base no controle de processos. E o fato do Engenheiro de Produção atuar desde o planejamento das compras, planejamento, programação e controle da produção até a programação da distribuição dos produtos, faz com que ele possa trabalhar em praticamente todo tipo de empresa.

De acordo com a Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO), o profissional com formação em Engenharia de Produção pode atuar em diferentes áreas, entre elas:

• Área de operações: execução da distribuição dos produtos, controle de suprimentos, etc.;
• Área de planejamento: estratégico, produtivo, financeiro, etc.;
• Área financeira: controle financeiro, controle dos custos, análise de investimentos, etc.;
• Área de logística: planejamento da produção e da distribuição de produtos, etc.;
• Área de marketing: planejamento do produto, mercados a serem atendidos, etc.;

E pode ainda trabalhar em setores como:

• Indústrias de automóveis, eletrodomésticos, de equipamentos, etc. (setores que fabricam algum tipo de produto);
• Empresas de serviços tais como: empresas de transporte aéreo, transporte marítimo, construção, consultoria em qualidade, hospitais, consultoria em geral e cursos, etc.;
• Instituições e empresas públicas tais como: Correios, Petrobrás, Agência Nacional de Energia, Agência Nacional de Petróleo, BNDEs, etc.;
• Empresas privadas de petróleo, usinas de açúcar, empresas de telefonia, agroindústrias, indústrias de alimentos, bancos (parte operacional), seguradoras e fundos de pensão;
• Bancos de investimento (na análise de investimentos).


Desafios do profissional

O Engenheiro de Produção tem um importante papel no cumprimento das atividades relacionadas à operação, controle e gestão dos sistemas de produção industriais, com destaque para as seguintes:

• Gerenciar, supervisionar, programar, coordenar, orientar e se responsabilizar tecnicamente no âmbito das atribuições respectivas;
• Assessorar e elaborar orçamentos no âmbito das atribuições respectivas;
• Exercer o magistério, respeitando a legislação específica;
• Desempenhar cargos e funções gerenciais no âmbito das atribuições respectivas;
• Desenvolver pesquisa para desenvolvimento de modelos industriais;
• Administrar os recursos da empresa visando o aumento da produtividade e qualidade dos processos de produção;
• Gerenciar sistemas de produção em organizações industriais;
• Avaliar o desempenho e implementar melhorias nas condições de trabalho;
• Realizar atividades de programação e controle da produção de organizações industriais por meio de acompanhamento de suas operações;
• Calcular custos de produção, realizar previsão de vendas e controlar os estoques;
• Desenvolver programas de controle de qualidade em organizações industriais.


Diferenciais do curso

• Na Unicatólica o curso de Engenharia de Produção é ofertado no período noturno, o que possibilita que o futuro estudante trabalhe e/ou estagie nos demais períodos;
• A Unicatólica tem como princípio formar profissionais com diferenciais competitivos, que se caracterizam pelo conhecimento e domínio das novas tecnologias e processos industriais, das modernas tecnologias de gestão e dos processos de negócios;
• É um curso abrangente, pois há um conhecimento geral sobre várias áreas para lidar com a resolução de um determinado problema. Por exemplo, há disciplinas que vão desde o estudo da segurança do trabalho até o direito, ética e responsabilidade social e ambiental;
• Na Unicatólica valoriza-se e estimula-se todo o potencial criativo do aluno, a partir da utilização de metodologias e tecnologias de abordagem da pessoa e de grupos;
• Amplo mercado de trabalho, principalmente devido às mudanças no mundo empresarial/industrial, fazendo-se necessário um profissional capacitado a compreender os fenômenos relacionados aos processos de negócios e tecnológicos;
• Apesar de menos tecnicista, é uma Engenharia;
• Pode proporcionar o alcance de bons salários. Pesquisas apontam que dentre as engenharias, a Engenharia de Produção é uma das que possui melhor remuneração;
• Demanda crescente em busca desse profissional nas empresas e/ou indústrias;
• Ainda na faculdade, o estudante começa a ter contato com as empresas e/ou indústrias;
• Proporciona uma carreira promissora.


Bolsas e Financiamento

A UNICATÓLICA conta com o FIES – Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, PROUNI – Programa Universidade para Todos e Bolsas Sociais. O estudante poderá financiar seu curso em até 100%, sem fiador, já a partir do primeiro semestre.


Como ingressar na Unicatólica

O interessado poderá ingressar na UNICATÓLICA através das seguintes seleções:

Vestibular Tradicional: ocorre semestralmente. A prova é elaborada com questões das disciplinas do Ensino Médio e uma redação.

Vestibular Simplificado: ocorre semestralmente. Neste, o candidato poderá utilizar os resultados do ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio. Ao escolher essa opção, o candidato não necessitará realizar as provas objetivas e de redação.

Transferidos e Graduados: os estudantes que desejam ingressarem na UNICATÓLICA por meio dessa modalidade devem ficar atentos, pois a Secretaria Acadêmica receberá as solicitações duas vezes ao ano. As datas são estabelecidas no calendário acadêmico anual disponibilizado no site da instituição.


Diferenciais da Unicatólica

• Único Centro Universitário Católico do Estado do Ceará.
• Professores qualificados com mais de 70% de mestres e doutores;
• Biblioteca climatizada com sala de multimídia;
• Laboratórios especializados em informática, saúde e engenharia;
• 2 auditórios;
• Lanchonetes e ambientes de convivência;
• Complexo esportivo com academia, piscina semiolímpica e ginásio poliesportivo;
• Capela e Pastoral Universitária;
• Salas de aula climatizadas e com kit multimídia;
• Estacionamento para carros e motos;
• WiFi no Campus.

O curso de Engenharia de Produção da UNICATÓLICA - Centro Universitário Católica de Quixadá, recebe alunos do Sertão Central Cearense e de diversos municípios, tais como: Acopiara, Aracoiaba, Aratuba, Banabuiú, Baturité, Boa Viagem, Canindé, Capistrano, Choró, Crateús, Deputado Irapuan Pinheiro, Fortaleza, Ibaretama, Ibicuitinga, Icó, Iguatu, Independência, Itapiúna, Itatira, Jaguaretama, Jaguaribara, Limoeiro do Norte, Madalena, Milhã, Mombaça, Morada Nova, Ocara, Parambu, Pedra Branca, Piquet Carneiro, Quixadá, Quixeramobim, Russas, São Benedito, Senador Pompeu, Solonópole, Tabuleiro do Norte, Tauá, dentre outros.