• Graduação em Engenharia de Produção

    • Duração
      5 anos (10 semestres)
    • Turno
       
    • Grau
      Bacharelado
  •  MATRIZ CURRICULAR

Sobre o Curso

Num contexto histórico, verifica-se que a Engenharia de Produção nasceu da necessidade advinda do processo de industrialização americana, surgindo em meados do século XIX e XX. Essa industrialização, além de impulsionar a modernização das empresas, trouxe também a melhoria das práticas de gerenciamento. Como principais incentivadores, pode-se citar Taylor e Ford.

Com isso, a Engenharia de Produção tem como objetivo disponibilizar ferramentas que proporcionem a condução de forma eficaz dos diferentes tipos de processos produtivos. Adicionalmente, ressalta-se que além de conduzir e aumentar a produtividade, o referido curso trouxe os conceitos relacionados à gestão da qualidade, por exemplo, que se tornaram imprescindíveis para as empresas. Então, para que os processos produtivos fossem otimizados de fato e para que as melhorias no ambiente empresarial pudessem acontecer, a Engenharia de Produção ficou responsável por formar profissionais capacitados a resolver problemas e gerenciar tais sistemas.

Por ser bastante diversificada, a Engenharia de Produção trata do projeto, melhoria, instalação e gerenciamento integrado de pessoas, materiais, equipamentos e máquinas para todos os tipos de operações de serviços e fabricação.

Por fim, devido à crescente necessidade de um profissional com conhecimentos tecnológicos e humanista, o Engenheiro de Produção consolida-se no mundo do trabalho por preocupar-se desde a melhoria das medidas de desempenho empresariais, normas, desenvolvimento e pesquisa de novos produtos e aplicações, otimizando os recursos existentes e preocupando-se ainda com o meio ambiente.


Perfil do Egresso

O Engenheiro de Produção é o profissional responsável por conferir eficiência e aumentar a qualidade dos processos produtivos, mantendo os custos de produção baixos, independentemente do tipo de empresa na qual estará inserido. Com base nisso, pode-se afirmar que o referido profissional é capaz de dimensionar e gerenciar diferentes tipos de processos produtivos, pois alia os conhecimentos técnicos provenientes das Engenharias com os conhecimentos sobre gestão. Por ser uma formação multidisciplinar, o profissional supracitado pode atuar desde o desenvolvimento organizacional da empresa até o planejamento e controle da produção. E a grande diferença entre o Engenheiro de Produção e o profissional formado nas demais engenharias, é que ele trabalha com um sistema integrado de homens, máquinas, equipamentos e materiais, e não de forma isolada.


Mercado de Trabalho

No que diz respeito ao mercado de trabalho para os profissionais com formação em Engenharia de Produção, verifica-se que estes atuam na otimização do desempenho organizacional (planejamento estratégico, etc.), no gerenciamento das informações da empresa (para otimizar os processos produtivos, bem como o resultado econômico), na pesquisa e desenvolvimento, na otimização da gestão da qualidade, etc.

Nesse contexto, tal profissional pode atuar, por exemplo, no gerenciamento e na implantação de sistemas informatizados para o gerenciamento de empresas, fazendo uso de métodos que proporcionem melhoria destas com base no controle de processos. E o fato do Engenheiro de Produção atuar desde o planejamento das compras, planejamento, programação e controle da produção até a programação da distribuição dos produtos, faz com que ele possa trabalhar em praticamente todo tipo de empresa.

De acordo com a Associação Brasileira de Engenharia de Produção (ABEPRO), o profissional com formação em Engenharia de Produção pode atuar em diferentes áreas, entre elas:

• Área de operações: execução da distribuição dos produtos, controle de suprimentos, etc.;
• Área de planejamento: estratégico, produtivo, financeiro, etc.;
• Área financeira: controle financeiro, controle dos custos, análise de investimentos, etc.;
• Área de logística: planejamento da produção e da distribuição de produtos, etc.;
• Área de marketing: planejamento do produto, mercados a serem atendidos, etc.;

E pode ainda trabalhar em setores como:

• Indústrias de automóveis, eletrodomésticos, de equipamentos, etc. (setores que fabricam algum tipo de produto);
• Empresas de serviços tais como: empresas de transporte aéreo, transporte marítimo, construção, consultoria em qualidade, hospitais, consultoria em geral e cursos, etc.;
• Instituições e empresas públicas tais como: Correios, Petrobrás, Agência Nacional de Energia, Agência Nacional de Petróleo, BNDEs, etc.;
• Empresas privadas de petróleo, usinas de açúcar, empresas de telefonia, agroindústrias, indústrias de alimentos, bancos (parte operacional), seguradoras e fundos de pensão;
• Bancos de investimento (na análise de investimentos).


Desafios do profissional

O Engenheiro de Produção tem um importante papel no cumprimento das atividades relacionadas à operação, controle e gestão dos sistemas de produção industriais, com destaque para as seguintes:

• Gerenciar, supervisionar, programar, coordenar, orientar e se responsabilizar tecnicamente no âmbito das atribuições respectivas;
• Assessorar e elaborar orçamentos no âmbito das atribuições respectivas;
• Exercer o magistério, respeitando a legislação específica;
• Desempenhar cargos e funções gerenciais no âmbito das atribuições respectivas;
• Desenvolver pesquisa para desenvolvimento de modelos industriais;
• Administrar os recursos da empresa visando o aumento da produtividade e qualidade dos processos de produção;
• Gerenciar sistemas de produção em organizações industriais;
• Avaliar o desempenho e implementar melhorias nas condições de trabalho;
• Realizar atividades de programação e controle da produção de organizações industriais por meio de acompanhamento de suas operações;
• Calcular custos de produção, realizar previsão de vendas e controlar os estoques;
• Desenvolver programas de controle de qualidade em organizações industriais.


Diferenciais do curso

• Na Unicatólica o curso de Engenharia de Produção é ofertado no período noturno, o que possibilita que o futuro estudante trabalhe e/ou estagie nos demais períodos;
• A Unicatólica tem como princípio formar profissionais com diferenciais competitivos, que se caracterizam pelo conhecimento e domínio das novas tecnologias e processos industriais, das modernas tecnologias de gestão e dos processos de negócios;
• É um curso abrangente, pois há um conhecimento geral sobre várias áreas para lidar com a resolução de um determinado problema. Por exemplo, há disciplinas que vão desde o estudo da segurança do trabalho até o direito, ética e responsabilidade social e ambiental;
• Na Unicatólica valoriza-se e estimula-se todo o potencial criativo do aluno, a partir da utilização de metodologias e tecnologias de abordagem da pessoa e de grupos;
• Amplo mercado de trabalho, principalmente devido às mudanças no mundo empresarial/industrial, fazendo-se necessário um profissional capacitado a compreender os fenômenos relacionados aos processos de negócios e tecnológicos;
• Apesar de menos tecnicista, é uma Engenharia;
• Pode proporcionar o alcance de bons salários. Pesquisas apontam que dentre as engenharias, a Engenharia de Produção é uma das que possui melhor remuneração;
• Demanda crescente em busca desse profissional nas empresas e/ou indústrias;
• Ainda na faculdade, o estudante começa a ter contato com as empresas e/ou indústrias;
• Proporciona uma carreira promissora.


Bolsas e Financiamento

A UNICATÓLICA conta com o FIES – Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, PROUNI – Programa Universidade para Todos e Bolsas Sociais. O estudante poderá financiar seu curso em até 100%, sem fiador, já a partir do primeiro semestre.


Como ingressar na Unicatólica

O interessado poderá ingressar na UNICATÓLICA através das seguintes seleções:

Vestibular Tradicional: ocorre semestralmente. A prova é elaborada com questões das disciplinas do Ensino Médio e uma redação.

Vestibular Simplificado: ocorre semestralmente. Neste, o candidato poderá utilizar os resultados do ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio. Ao escolher essa opção, o candidato não necessitará realizar as provas objetivas e de redação.

Transferidos e Graduados: os estudantes que desejam ingressarem na UNICATÓLICA por meio dessa modalidade devem ficar atentos, pois a Secretaria Acadêmica receberá as solicitações duas vezes ao ano. As datas são estabelecidas no calendário acadêmico anual disponibilizado no site da instituição.


Diferenciais da Unicatólica

• Único Centro Universitário Católico do Estado do Ceará.
• Professores qualificados com mais de 70% de mestres e doutores;
• Biblioteca climatizada com sala de multimídia;
• Laboratórios especializados em informática, saúde e engenharia;
• 2 auditórios;
• Lanchonetes e ambientes de convivência;
• Complexo esportivo com academia, piscina semiolímpica e ginásio poliesportivo;
• Capela e Pastoral Universitária;
• Salas de aula climatizadas e com kit multimídia;
• Estacionamento para carros e motos;
• WiFi no Campus.