• Blog UniCatólica

Corpus Christi 2020: a necessidade de um Culto Eucarístico Interior
PASTORAL UNIVERSITÁRIA

Corpus Christi 2020: a necessidade de um Culto Eucarístico Interior

Por Prof. Dr. Rudy Albino de Assunção

A Igreja sempre celebrou Corpus Chris­ti com grande festividade. Tapetes coloridos, pálios, tochas, incenso, música. Corpus Christi manifesta, de forma barroca, carregada de cores e de símbolos, o caráter público da fé da Igreja na presença real de Cristo sob o véu do sacramento. A Soleni­dade em questão exibe o mistério, adorna o oculto, multiplica sinais para ser ela mesma si­nal esplendoroso da discrição de uma Presença divina única.

Mas este tempo de pandemia não nos permi­te grandes manifestações externas de fé. Por isso, é preciso voltar à compreensão de que Cristo habita em nós. O próprio Bento XVI dizia que a Eucaristia “é um convite a deixar­-nos impregnar e encher pelo Espírito de Cristo e, desse modo, a erigir os sacrários de Deus ali onde verdadeiramente são necessários: no meio do mundo em que vivemos, no meio dos homens que nos rodeiam”.

Nós somos ostensórios onde estamos. Nós so­mos o Corpo de Cristo, a Igreja, onde vivemos. Precisamos irradiar o brilho dourado da Eucaris­tia nos cômodos de nossas casas, para depois levá-lo a um mundo adoecido e entristecido.

Não estamos cobertos com capas pluviais, mas com máscaras. Sob elas deve estar uma boca sedenta e faminta do cálice da salvação e do pão da vida. Fome e sede eucarísticas devem ser a marca de um Corpus Christi doméstico em 2020. Assim estaremos mais preparados para voltar a expandir a nossa fé involuntariamente recolhida nestes dias. É hora, então, de um cul­to privado e interior mais intenso à espera do culto público.

Por: Eliane Rodrigues

Deixe seu comentário